Diário de Escrita #01 -Fim do primeiro ato

Hoje eu finalmente terminei a reescrita do primeiro ato de Queen of Hearts. Como comentei lá no Chimeriane algumas vezes, o primeiro ato do primeiro rascunho, que eu escrevi durante o NaNoWriMo de 2015, era muito pequeno e não fazia nada do que devia fazer. Tinha 9.416 palavras, o que, para um rascunho de 74.000, é muito pouco. Logo, quando comecei a escrever o segundo rascunho um dos meus objetivos principais era fazer um início melhor e mais interessante para a história.

Problema sendo: esse início acabou saindo bem grande. Hoje o primeiro ato de QH tem 31.970 palavras, ou seja, chegou bem perto de quase quadruplicar o tamanho do primeiro rascunho. E, bem, não está tão bem escrito assim, já que eu logo percebi que não sou do tipo de escritor que escreve boas cenas de primeira. As cenas novas, com algumas exceções, precisam de reescrita urgente.

E é isso que vou fazer agora: reescrever esse primeiro ato, fazendo de tudo para que ele perca pelo menos umas 5-6 mil palavras e, obviamente, que tenha uma escrita melhor. Há muitas coisas que preciso adicionar, outras que preciso tirar e algumas que precisam ser alteradas para continuarem na história.

Mas antes de começar essa nova reescrita (um terceiro rascunho?) eu vou me dar uns dias de folga. Graças ao Camp NaNoWriMo desse mês eu consegui escrever quase diariamente, o que dá 31.970 palavras escritas em 25 dias. Pretendo fazer essa nova versão do primeiro ato toda à mão para não acabar me distraindo ou escrevendo apenas por escrever e, bem, venho escrevendo direto/quase sem pausas há quase um mês. Planejo começar esse terceiro rascunho em 1 de agosto.

Até lá, ficarei jogando Rise of the Tomb Raider e aproveitando meus últimos dias de férias.

Trecho de hoje:

He grabbed Valentina’s wrist, his voice rising above the music. “Get down, now!”

But Lorenzo was already moving. He pushed the princess to him and pulled Alexandre close, the two of them sinking against the ground. Rafael dragged Valentina with him and did the same; they hit the floor, him first and the princess falling over him.

A second later, a sharp cry cut the air and the wall beside them exploded.

The blast still launched them forward, onto the dancing couples. Rafael pulled Valentina from above him, shielding her with his body while dust and screams filled the room, and the sharp cry echoed again, this time much, much closer. Rafael turned.

He had enough time to see the see white claws sinking in his direction before it stuck him.

The blow sent him flying and the impact against the ground was strong enough to knock the breath out of his lungs. Agony flared up his back and shoulders when he moved and his left arm burned with a pain sharp enough to make his vision swim. He groaned, blinking, and raised his head.

A monster stood in the middle of the debris. It was tall, at least twice as tall as an average human, its spine curved and its arms so long the piercing claws in its hands brushed against the floor. Bones moved beneath its white scales, the skin stretched so thigh the beast looked almost skeletal. It moved its triangular head, his too big, completely black eyes fixed on the floor, its pointed ears twitching. While Rafael watched, the creature growled, showing sharp white teeth and black tongue.

A malthei.

And beneath it, red dress pooling around her like blood, was Valentina.

Queen of Hearts – Chapter 8

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s